Alma de Viajante




Quando o teu batel
ancorado há muito tempo no porto,
te deixar a impressão enganosa
de ser uma casa,
quando o teu batel
começar a criar raízes
na estagnação do cais,
faz-te ao largo.

É preciso salvar a qualquer preço
a alma viajante de teu batel
e a tua alma de peregrino.

E parte...
Partir é antes de tudo partir de si.
romper aquela crosta de egoísmo 
que tende a aprisionar-nos 
no próprio eu.


Partir é não deixar-se fechar

nos estreitos problemas
do pequeno mundo a que pertencemos.

Qualquer que seja a importância
do nosso pequeno mundo,
a humanidade é maior
e é só ela que devemos partir.

Partir: não devorar quilómetros
atravessar mares, voar
a velocidades supersónicas.

Partir é antes de tudo abrir-se aos outros,
descobri-los, ir ao seu encontro.

Partir é abrir-nos às ideias,
mesmo aquelas contrárias às nossas.

Significa pôr-se em marcha
e ajudar os outros a começar
a mesma marcha para construir
um mundo mais justo e mais humano.



 D. Helder Câmara (1909-1999)




quinta-feira, 22 de setembro de 2016

Seasick Dream




When I woke, I was not awake
Light from the sun felt so far away
I went up, with all of my strength
Straight for the sun, from the depths I sprang
And I drank from the sea
But it opened up and swallowed me
So I sank down deep
No I'm drunken like a seasick dream
In this dream, I am awake

I am awake

Well when did all of the waves
Roll right in and make me their slave
So I went far away
I didn't look back, I'll come back someday
Mamma wept, and she weeped
She said horizon don't you take him from me
Black sails on the sea
Just carry me until I can be
Awake, in this dream

I am awake

quarta-feira, 6 de abril de 2016

The butterfly circus




terça-feira, 9 de fevereiro de 2016

 
Wordpress Themes is proudly powered by WordPress and themed by Mukkamu
Templates Novo Blogger