uma oração

Christian Redongo, Tahiti | photo: Zak Noyle


Paizão,

Inventámos esta coisa chamada tempo para nos orientarmos, medirmos as coisas, os objectos, as pessoas... Por isso está a chegar ao fim um ano bonito. Por isso vai começar um ano que confesso, estou ansioso por ele e, com expectativa! 

Soa bem dois-mil-e-doze.... tem boa sonoridade...

Desculpa o Amor desperdiçado neste ano. É a única coisa que andamos aqui a fazer e às vezes, perdemo-nos disso para coisas ilusórias que nos descentram do principal que está além dessas medidas chamadas tempo e espaço.

Obrigado pelas pessoas, obrigado pelas ondas, obrigado pelos momentos duros, pelos momentos doces, pelas oportunidades, pelos defeitos, pelas qualidades, pelo trabalho, pelo passado, pelo futuro, mas sobretudo pelo presente! Isso tudo que me deste faz o ser em construção que aqui Tens.


Obrigado por esta sensação de fim de ciclo, misturada com início de ciclo. É brutal a criatividade que se tem quando estamos na fase do "não faço ideia do que fazer a seguir e do que vai ser a vida". E isso, as ideias, os sonhos, as pessoas manifestam-se-nos aí melhor do que nunca!


Etapas cumpridas, outras começadas, muitos lugares novos e viagens de sonho, de sonhos... sem nunca me esquecer de onde vim e quem sou.

Que 2012 continue a ser isso: ideias, sonhos... Pessoas, muita família, muitos amigos, muito riso e muito Amor...

...que a vida se cumpra com paixão!... em todas as 'ondas'.






sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

1 Comment:

Hariane Silvestre said...

... É com o MAIOR orgulho que digo, que foi em dois-mil-e-doze que Te conheci!

 
Wordpress Themes is proudly powered by WordPress and themed by Mukkamu
Templates Novo Blogger