Há onze anos...



Há onze anos mudei o mundo... o meu mundo.

Era também uma quarta feira, por volta do meio dia e meio.
Eu era um rapaz assustado, a ir para longe de 'casa', do mundo que eu conhecia e de mim como me conhecia.
Ia com muito medo, com muitos sonhos para cumprir, com os olhos muito abertos à procura de mim.


Onze anos e parece que foi ontem que andei à chuva e comecei tudo de novo.
Mas desta vez tinha num dos bolsos tudo aquilo que tinha aprendido, no outro, tudo o que tinha sonhado.

Obrigado Seminário!

Hope is a good thing.

quarta-feira, 29 de abril de 2009

5 Comments:

Anónimo said...

"Hope is a good thing."
When we believe!
Do you believe?

Pedro said...

Acredito...

é por isso que dou a cara.

Anónimo said...

Por melhor ou piores vias, há circunstâncias na via que nos ligam para sempre. Não é necessário avaliar constantemente todas situações. Por isso me confesso e reconheço que gosto ler este teu blog em especial.
Neste ponto, nesta nossa idade,as nossas vidas já davam livros de ensinamentos e cabeçadas na parede.
Sou daquelas pessoas que não acredito que as pessoas não mudam. Adaptam-se, aprendem, aprendem a controlar as emoções ou a soltar algumas deles, mas a essência do que nós somos nunca muda, por melhores ou piores experiências que possamos ter passado no percurso da nossa vida.
"Boulevard of Broken Dreams" dos Green Day parece encaixar-se numa fase da minha vida, em que andava muito, muito feliz e a sentir-me completa. Mas nunca sabemos o que vem a seguir. Realmente, por vezes, como diria o meu irmão, precisamos de pelo menos 3 anos para dizer que conhecemos mesmo uma pessoa. Mesmo assim...
Nunca me custou pedir desculpa ou reconhecer os meus erros. Como muitas pessoas já me disseram, tenho o coração perto da boca. Desta modo, na altura saiu-me como um furacão, e agora mais calmamente quero pedir desculpa porque tenho a noção que fui bastante rude contigo. Como dizias numa entrada de blog abaixo, julguei-te e condenei-te, pois o mundo é muito pequeno. Não te consigo ler completamente! Espero muito honestamente que possas aceitar as minhas desculpas, porque são do fundo do coração.

Marta Bigail

João Alves said...

Bonito! Que o sonho de mais e melhor não se esmoreça e que seja o melhor ensinamento que o seminário deixa nos nossos bolsos!

Pedro said...

Marta... no problem!

Joao, perdao... Father joão, um abraço.

 
Wordpress Themes is proudly powered by WordPress and themed by Mukkamu
Templates Novo Blogger