"O mar onde eu nasci..."







"(...) Todos temos uma terra onde nascemos. Nem todos temos outro sítio, mas aposto que todos temos uma onda memorável, uma vertigem, a primeira, do primeiro drop que fizemos e caímos a seguir porque a emoção não nos deixou ter concentração para fazer o resto como devíamos fazer. Vemo-nos a descer, a ficar sem fôlego e sem chão por baixo e, de repente seguimos, para um lado ou outro, direita ou esquerda, ou mais provavelmente em frente porque quando se aprende e não se tem medo, mandamo-nos para a frente. Ou ainda mais provavelmente como disse atrás, para baixo das ondas, num mergulho em que andamos às voltas debaixo de água, meio aflitos, mas de sorriso largo porque acabámos de viver ali qualquer coisa de magia. Acabámos de nascer – no que ao surf diz respeito...

O dia em que isso acontece, não se esquece mais. (...)"



in: Soup Surf Mag


quarta-feira, 2 de novembro de 2011

 
Wordpress Themes is proudly powered by WordPress and themed by Mukkamu
Templates Novo Blogger